Condutores de ambulância são reconhecidos em Lei

Profissionais comemoram e exigem fiscalização nos municípios

Adilson: parcerias para exercer fiscalização (Foto: Arquivo Portal Infonet)

Os condutores de ambulância no país têm profissão reconhecida por lei sancionada na semana passada pela presidente Dilmar Rousseff (PT) e publicada no Diário Oficial da União (DOU) em edição que circulou no dia 20. De acordo com o texto, foram incluídos novos artigos ao Código Brasileiro de Trânsito, estabelecendo a obrigatoriedade de treinamento especializado e reciclagem em cursos específicos a cada cinco para aqueles que desempenharem a profissão de condutores de ambulância.

Os condutores de ambulância comemoram. “Antes a gente não tinha pai. Não éramos da saúde nem os rodoviários queriam assumir”, comentou o presidente do Sindicato dos Condutores de Ambulância de Sergipe, Adilson Ferreira. “Com a sanção desta lei, temos duas grandes vitórias: o reconhecimento da profissão e o direito de ter a representação enquanto categoria”, considerou o presidente do sindicato.

Depois dos festejos juninos, o presidente pretende buscar entendimentos com os órgãos de trânsito para firmar parceiras com o objetivo de estabelecer estratégias para fiscalizar e impedir que pessoas não habilitadas exerçam a profissão. “Há um grande número de acidentes com ambulâncias porque há pessoas desqualificadas exercendo a profissão”, garante Adilson Ferreira.

O sindicato também pretende fazer entendimentos com prefeituras dos municípios para viabilizar os cursos e o treinamento especializados aos motoristas. Segundo o presidente do sindicato, duas prefeituras sergipanas já estão com o processo em andamento para fazer as adequações necessárias, exigidas na nova lei.

Por Cássia Santana

 

Jackson Barreto anuncia reajuste linear de 6,38% para os servidores

Reajuste deste ano é a variação da inflação, diz secretário.
Implantação do Plano de Cargos e Carreiras e Vencimentos foi anunciada.

 

Do G1 SE

 
Jackson Barreto anuncia reajuste linear de 6,38% para os servidores (Foto: Daniel Soares / G1)Jackson Barreto anuncia reajuste linear de 6,38% para os servidores (Foto: Daniel Soares / G1)

O governador de Sergipe Jackson Barreto anunciou o reajuste linear de 6,38% e implantação do Plano de Cargos e Carreiras e Vencimentos (PCCV) para os servidores públicos do estado na manhã desta sexta-feira (20) durante uma entrevista coletiva no Palácio de Despachos em Aracaju. O reajuste e o PCCV passa a valer a partir de 1º de julho.

“Eu acredito que as manifestações devem continuar. Espero que as demais categorias compreendam a situação do estado e as dificuldades. É um verdadeiro milagre fazer a máquina funcionar e atender as todas as categorias. Mas eu acredito que essa política de recuperação salarial é progressista. Esse é apenas um pequeno passo do processo. Mas esse é o recado do governo: somos sensíveis a situação do servidor. Nós fizemos um esforço por tudo aquilo que precisa ser feito”, garante o governador.

"Este ano o reajuste é a variação da inflação, então temos todo esse conjunto de medidas limitado ao impacto financeiro da ordem de 6,38%. É um processo de implementação que acontece agora mas terá obrigatoriamenmte que continuar, fica assegurado aos servidores os ganhos deste plano assim que o estado se enquadre na lei prudencial da responsabilidade fiscal", disse o secretária da Fazenda, Jeferson Passos.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Públicos de Sergipe (Sintrase) comemorou a aprovação do PCCV. "Tem sete anos que não discutimos o reajuste linear. Os piores salários do estado são os nossos. Lutamos pelo plano de carreira e agora isso se concretiza. Foi uma vitória muito importante e espero que os servidores comemorem. Já é um bom começou de reestruturação", afirma Waldir Rodrigues.

 

Huse registra queda no número de queimados

Foram cinco atendimentos na 1ª quinzena de junho

Huse registra queda no número de queimados na primeira quinzena de junho (Foto: ASN)

A Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ) do Hospital de Urgência registrou, na primeira quinzena de junho, apenas cinco atendimentos a vítimas de queimaduras por fogos de artifício, sendo quatro adultos e uma criança. O número representa uma queda de quase 40% em relação ao mesmo período do ano passado. O Huse é referência no estado para o tratamento das vítimas de queimaduras.

“O movimento nos primeiros 15 dias de junho foi considerado tranquilo, se comparado com o mesmo período do ano passado, quando realizamos oito atendimentos, sendo destes, seis adultos e duas crianças. Apesar da redução do índice, é preciso lembrar a população dos cuidados ao manusear os fogos de artifício. Os usuários devem estar equipados com luvas grossas de pano, camisas de manga longa e calças jeans”, destaca a cirurgiã plástica da UTQ do Huse, Moema Santana.

Para garantir mais agilidade e conforto aos pacientes lesionados por queimaduras, a equipe multidisciplinar do Huse vem realizando desde o início do mês de junho uma série de ações. A estrutura foi ampliada e o quantitativo de profissionais foi reforçado para garantir ainda mais assistência à população.

Foram montados quatro leitos na ala D do setor de Internamento da unidade hospitalar. A medida tem a finalidade de diminuir os riscos de infecções no paciente lesionado por queimadura e ampliar a oferta de leito hospitalar para este tipo de caso. Além disso, de 21 a 25 de junho e de 28 a 30 de junho, a equipe estará em alerta por ser o período mais crítico. A equipe está composta com dois cirurgiões plásticos e um auxiliar.

“Ao chegar à unidade, o paciente queimado será avaliado e receberá o atendimento adequado de acordo com o quadro clínico. Os pacientes mais graves serão encaminhados para o centro cirúrgico e, posteriormente, para as internações. Os pacientes com casos mais simples receberão atendimentos ambulatoriais e, em seguida, serão liberados”, lembra a gerente da Unidade de Tratamento de Queimados, Wandressa Nascimento.

Cuidados

A médica Moema Santana lembra como proceder nos casos de acidente com queimaduras. “A primeira iniciativa é colocar a área lesionada sob água corrente e fria. Isso deve ser feito pelo máximo período de tempo possível para esfriar a lesão. Se o local não é resfriado, a lesão vai aumentar e o calor se dissipará pela área atingida queimando até outras áreas", explica.

Outra orientb ção é não colocar nenhum tipo de substância no local lesionado. "Por questões culturais, existe a atitude errada das pessoas em colocarem algumas substâncias, como pó de café, cremes contra assaduras ou até mesmo manteiga. Isso não deve ser feito, pois aumenta consideravelmente os riscos de infecção. O que deve ser feito é colocar apenas a água fria e de forma corrente, em seguida, encaminhar o paciente a um hospital para obter cuidados especializados", explicou.

Fonte: ASN

 

Médicos decidem não fazer greve por tempo indeterminado

Eles paralisaram hoje, mas retornarão na quinta-feira, 22

Assembleia aconteceu na manã desta quarta-feira, 20 (Fotos: Portal Infonet)

Como estava previsto, os médicos do Programa de Saúde da Família (PSF) paralisaram as atividades nesta terça-feira, 20. Eles realizaram assembleia na sede do sindicato da categoria [Sindimed] e decidiram não avançar a paralisação que prossegue até esta quarta-feira, 21, para uma greve por tempo indeterminado. É que mesmo não tendo concordado com o reajuste de 6,5% anunciado semana passada pelo governador João Alves Filho (DEM), a categoria decidiu dar um crédito já que o canal de negociações continua aberto.

Também na assembleia, os médicos do PSF destacaram as precariedades das condições de trabalho e a falta de medicamentos  [principalmente nos serviços de urgência e emergência] nas unidades de saúde em Aracaju.

“Os médicos resolveram não decretar a greve, apesar do reajuste não ter sido satisfatório. Como tem pontos ainda a ser negociados e como foi mantida a discussão do acordo sobre avaliação de desempenho, confirmada pela secretária de governo Marlene Calumby, eles resolveram aguardar”, explica o presidente do Sindimed João Augusto Oliveira ressaltando que o canal de negociação com a Prefeitura continua aberto e de foram respeitosa.

Categoria resolveu aguardar já que alguns pontos da pauta serão negociados

Os profissionais não marcaram nenhum ato para esta quarta-feira, devendo voltar a se reunir no sindicato, mas, agendaram uma nova assembleia para o próximo dia 4 de junho a partir das 14h na sede do Sindimed.

Por Aldaci de Souza

SE TV 2ª Edição - Servidores do Samu ocupam sede da Secretaria de Estado da Saúde | globo.tv

Servidores do Samu ocupam sede da Secretaria de Estado da Saúde

Exibido há 12 horas

Em greve há 70 dias, categoria está insatisfeita com condições de trabalho e atual política salarial

  • 01:28
  • 64 visualizações

Vitória final! O profissional 'Condutor de Ambulância' agora existe

Caros condutores de ambulância de todo o Brasil!

Esta sexta-feira, dia 20 de junho de 2014, entrará para a história da categoria! O sonho se tornou realidade!

A matéria que torna o Condutor de Ambulância uma categoria diferenciada foi sancionada pela presidente Dilma Rousseff por meio do Projeto de Lei de Conversão (PLV) 5/2014, decorrente da Medida Provisória 632/2013, tornando-se a Lei nº 12.998 de 18 de Junho de 2014, que foi publicada hoje no Diário Oficial da União. 

>>> Veja o Diário Oficial da União – Sessão 1 (clique aqui)

A persistência valeu a pena. A paciência também foi um trunfo para esta tão desejada vitória.

Mas o êxito só foi alcançado por conta do empenho de algumas pessoas. É indiscutível que o maior lutador da categoria é o 'pai dos condutores de ambulância do Brasil' Onofre Santo Agostini, deputado federal (PSD-SC). Para este homem teremos uma dívida eterna e impagável pela dedicação, respeito e amizade.

Também gostaríamos de agradecer aos senadores Paulo Paim (PT-RS); Eduardo Amorim (PSC-SE) e Antonio Carlos Rodrigues (PR-SP), entre outros por todo empenho dedicado ao condutor de ambulância.

Essa vitória é o início de inúmeras conquistas que irão ocorrer para a categoria e consequentemente para a sociedade e isso não teria ocorrido sem a união e o apoio de todos os companheiros dirigentes sindicais e representantes estaduais que vem bravamente lutando junto à Abramca por melhorias, qualificação, humanização e conscientização.

Agora, os amigos Condutores de Ambulância devem estar perguntando: O que vai acontecer agora?

Abaixo estaremos diminuindo as dúvidas respondendo a algumas questões.

- Após essa publicação no DOU, qual será o próximo passo?
Estaremos marcando uma reunião com o Ministro do Trabalho e Emprego a fim de solicitar e obter as cartas sindicais estaduais. Com a carta sindical em mãos, todos os representantes sindicais de cada estado terão a legitimidade para atuar em prol da categoria.

- Quando serão discutidos os benefícios para a categoria?
Todos os dirigentes sindicais que são representantes da categoria em cada Estado poderão legitimamente lutar por benefícios tais como: piso salarial, insalubridade, condições de trabalho, carga horária, ações jurídicas, entre outros.

Essas ações serão realizadas por meio de acordos coletivos de trabalho que serão feitos juntamente com a categoria e os representantes sindicais de seus estados.

- Qual é a terminologia (nome) de nossa profissão?
IMPORTANTE: Nós somos 'Condutores de Ambulância'

Desta forma, é errado dizer que somos Socorrista ou Motorista Socorrista, pois não somos oriundos da área da Saúde. Nós somos Socorristas porque damos o sangue, coração e a alma para auxiliar no salvamento, mas somos 'Condutores de Ambulância'.

Não somos pilotos ou motoristas de veículos de emergência, pois o Ministério do Trabalho reconhece todos os veículos que obtêm sinais luminosos intermitentes 'Giroflex', como: veículos de emergência, incluindo veículos terrestres, aeromóveis e embarcações náuticas e nós somos especificamente 'Condutores de Ambulância'.

Assim sendo, companheiros não usem título ou nomes que não correspondem com sua profissão. Somos oficialmente 'Condutores de Ambulância'. Somos condutores diferenciados com muita honra e orgulho.

“É um momento de celebração, mas também é tempo de trabalho. Estamos muito satisfeitos com esta vitória e pelo empenho de todos os envolvidos. Nossa categoria merecia este reconhecimento. Parabéns a todos os condutores de ambulância do País”, celebrou Alex Douglas, presidente da Abramca.

A Diretoria | Abramca
“...Verás que um filho teu não foge à luta...”